A Inteligência Artificial, enquanto ciência, surgiu em meados de 1943, em plena Segunda Guerra Mundial. De lá para cá, o mundo se transformou, assim como a tecnologia, que se mostra cada vez mais presente no nosso cotidiano a partir da utilização massiva dos dados digitais.

“A Inteligência Artificial nos permite tratar um grande volume de informações em um tempo reduzido. Geralmente são operações importantes de apoio nas empresas, que auxiliam no pensamento analítico, logística, desenvolvimento de novas soluções, atividades de programação, entre outros”, explicou Almir Neves, Fundador e CEO da hubkn, durante o Viasoft Connect.

Sobre um possível futuro “comandado por computadores”, Neves se mostra cético, pois entende que o ser humano ainda estará no centro de todas as operações. “O que estamos vivenciando é uma nova dinâmica. Os principais dispositivos aprendem sozinhos, mas respondem aos padrões e aferições estabelecidos. A máquina ainda não está pronta para decidir sozinha, apenas apresenta o cenário para que o gestor tenha a palavra final”, pontuou.

 Conteúdo: Básica Comunicações

Apoio: Lei de Incentivo à Cultura, Copel e Governo do Paraná

Patrocínio: Condor, Copel, Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania

Patrocinadores: Horizons Telecom, Sistema Fiep, Pós PUC Digital, Condor, Grupo Voitto, Haze Shift, Nexcore, Task TI, Ateliware, Exact Sales, LB2 Consultoria

Correalizadores: Vale do Pinhão, Agência Curitiba de Desenvolvimento, Prefeitura Municipal de Curitiba, ABRH-PR, Condor Connect, Governo do Estado do Paraná, OAB/PR, Sebrae, RPC, Inside Sales Curitiba, CS Move, Women Leadership

Apoiadores: iCities, Faciap, Unifacear, Instituto das Cidades Inteligentes, Unicentro, CREA-PR, Unidep, ADVB-PR, Assespro, Curitiba Angels, Gazeta do Povo, Gazz Conecta, Hotmilk, AAA Inovação, JValério, Great Place to Work, GhFly, Curitiba e Região Convention & Visitors Bureau (CCVB)